Com um toque na terceira porta (penalização de dois segundos) e uma falha na transposição da décima porta (50 segundos de penalização), Antoine Launay obteve o tempo total de 144.42 segundos e não logrou o apuramento para a final de K1 da Taça do Mundo de Slalom IV.

Na Alemanha, em Markkleeberg, entre os 40 semifinalistas, o canoísta da Seleção Nacional de Slalom obteve o 37.º registo, com os 52 segundos de penalização a revelarem-se decisivos para o não apuramento para a final. O australiano Lucien Delfour venceu a semifinal, com a marca de 89.58 segundos.

De referir que, sem o tempo de penalização, Antoine Launay ficava à porta da qualificação, uma vez que o 10.º apurado, o italiano Giovanni de Gennaro, registou o tempo de 92.36 segundos. O tempo de trajeto do atleta luso foi de 92.42 segundos a que se juntou a penalização de 52 segundos.

O checo Vit Prindis sagrou-se vencedor da Taça do Mundo de Slalom IV, com o tempo de 87.78 segundos. O australiano Lucien Delfour conquistou a medalha de prata, com o registo de 90.21 segundos, enquanto o checo Jiri Prskavec assegurou o 3.º lugar, com a marca de 90.32 segundos.

Em Setembro, entre os dias 24 e 29, a pista de La Seu d’Urgell, em Espanha, é palco do Campeonato do Mundo de Slalom, que, este ano, dita o apuramento para os Jogos Olímpicos, que, em 2020, se realizam em Tóquio, no Japão.