Fernando Pimenta, Emanuel Silva, João Ribeiro e David Varela estão em Tóquio para participar no teste-evento de canoagem, que pretende “antecipar” os Jogos Olímpicos do próximo ano. Depois de três dias de treinos, a vertente competitiva do teste realiza-se entre quinta-feira e domingo. A comitiva lusa integra, também, Norberto Mourão, que já garantiu o apuramento para Tóquio 2020 e vai participar nos testes levados a cabo pela organização para os Jogos Paralímpicos. De referir que, em 2020, os Jogos Olímpicos decorrem entre 24 de julho e 9 de agosto, enquanto os Jogos Paralímpicos vão ter lugar de 25 de agosto a 6 de setembro.

Mais do que competir e obter bons resultados, o objetivo dos atletas da Seleção Nacional presentes no Japão para o teste olímpico passa por conhecer a pista e as condições que poderão encontrar, no próximo ano, em Tóquio. Este teste-evento conta com a maioria das principais figuras da canoagem e da paracanoagem mundial, assumindo-se como o primeiro e único evento internacional que se realizará no recinto antes da realização dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos do próximo ano.

Vítor Félix sublinhou a “importância” da realização do teste-evento, sublinhando que “todas as modalidades o têm de fazer”, de forma a que “a organização tenha a possibilidade de testar e perceber se está tudo em ordem”. No caso concreto da canoagem, entre as várias avaliações levadas a efeito, estão a pista e as instalações. “Estão presentes atletas de todos os países e acaba por ser uma espécie de pré-arranque dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos”, mencionou o presidente da Federação Portuguesa de Canoagem.