O plano de atividades e o orçamento para 2020 da Federação Portuguesa de Canoagem foram aprovados por maioria em reunião da Assembleia-Geral (AG), realizada este sábado, na sede da Federação, em Vila Nova de Gaia. Com os Jogos Olímpicos agendados para o próximo ano, no Japão, a Federação Portuguesa de Canoagem aponta à conquista de duas medalhas em Tóquio, competição para a qual já estão apurados oito canoístas portugueses: seis da velocidade, um do slalom e um da paracanoagem.

Na sessão deste sábado, António José Correia, presidente da AG da Federação Portuguesa de Canoagem, levou à votação uma moção relacionada com as consequências do mau tempo que assolou o país, nomeadamente a região do Baixo Mondego. O documento foi aprovado por unanimidade. Além de “expressar a sua solidariedade para com as populações que foram gravemente afetadas, particularmente as localizadas no Baixo Mondego”, o documento também “expressa solidariedade para com o município de Montemor-o-Velho, entidade nossa parceira, no Centro de Alto de Rendimento”.

Num momento difícil para Montemor-o-Velho e para a canoagem nacional, a AG da Federação Portuguesa de Canoagem expressou, ainda, a sua solidariedade para com “todos os clubes nossos associados, que, um pouco por todas as bacias hidrográficas, sofreram prejuízos nas suas instalações, se viram privados temporariamente do exercício da sua atividade e sofreram em alguns casos prejuízos elevados”.

Em ano de preparação para os Jogos Olímpicos, a AG deixou uma mensagem ao Governo, apelando para que “acelere extraordinariamente todo o apoio necessário ao município de Montemor-o-Velho e à Federação Portuguesa de Canoagem em ordem à reposição urgente das condições de operacionalidade do Centro de Alto Rendimento, especialmente por 2020 ser ano olímpico”. “Para além de toda a programação prevista para aquela infraestrutura desportiva a curto, médio e longo prazo”, concretiza o documento aprovado por unanimidade.

Na mesma reunião, a AG aprovou, também por unanimidade, no âmbito das comemorações dos 40 anos da Federação Portuguesa de Canoagem, um voto de agradecimento e reconhecimento à Câmara Municipal de Aveiro, “por todo o apoio proporcionado com a cedência do Centro de Congressos [para a realização do congresso Canoagem 2030, no dia 23 de novembro] e o desenvolvimento das ações de divulgação da modalidade”.

O voto de agradecimento e reconhecimento foi extensível aos agrupamentos escolares “pelo envolvimento e mobilização de alunos para a participação nas ações de divulgação e promoção da modalidade”, bem como aos clubes “pelo apoio e envolvimento nas ações de divulgação” e ao agrupamento e escolas de Esgueira “pelo apoio logístico e humano nas atividades desenvolvidas”.