O povo diz que “depois da tempestade, vem a bonança”. Pouco mais de um mês após as depressões Elsa e Fabien terem deixado ver imagens desoladoras do Centro de Alto Rendimento de Montemor-o-Velho, provocadas pelas cheias que assolaram o Baixo Mondego, a casa da canoagem, que continua a recuperar a pouco e pouco dos elevados prejuízos, volta a receber a família da modalidade, para, desta feita, participar no Controlo Nacional de Velocidade.

No sábado, em Montemor-o-Velho, 559 canoístas em representação de 38 clubes vão percorrer 2.000 metros, em sistema de contrarrelógio, de forma a ser realizado o controlo de aferição e seleção. Em competição, vão estar atletas masculinos e femininos em K1 (seniores, juniores, cadetes e infantis) e em C1 (seniores, juniores, cadetes e infantis). A paracanoagem também participa no Controlo Nacional de Velocidade.

O objetivo desta competição nos escalões de seniores, sub-23, juniores e cadetes passa por aferir o nível de preparação e a eficácia do planeamento de treino durante o período de preparação geral e apurar os 50 melhores atletas para o Campeonato Nacional de Fundo. Quanto aos infantis, o propósito do controlo passa, também, por apurar os 50 melhores atletas para o Campeonato Nacional de Fundo. No que diz respeito à paracanoagem, o objetivo aponta para a formulação do ranking nacional de paracanoagem, na distância de 2.000 metros.

Em termos de números associados ao Controlo Nacional de Velocidade, destaque para os 91 atletas inscritos em K1 Infantil Masculino. Esta é a categoria com mais canoístas, superando o K1 Sénior Masculino (88 atletas). Um exemplo do crescimento da modalidade entre os mais jovens, que também pode ser constatado através dos 78 canoístas que vão competir em K1 Cadete Masculino.

No ano passado, Fernando Pimenta (Sport Lisboa e Benfica) triunfou em K1 Sénior Masculino. Teresa Portela (Sport Lisboa e Benfica) alcançou a melhor marca em K1 Sénior Feminino. Em K1 Júnior Masculino, o triunfo foi alcançado por Gonçalo Garcia (Clube Fluvial Vilacondense). Maria Aquino de Oliveira (Clube Fluvial Vilacondense) assegurou a 1.ª posição em K1 Júnior Feminino. João Alves Duarte (Clube de Canoagem de Amora) venceu em K1 Cadete Masculino, com Ana Quintão de Brito (Clube Náutico de Prado) a triunfar em K1 Cadete Feminino.

Nas canoas, Marco Apura (Clube Náutico de Crestuma) foi o 1.º classificado em C1 Sénior Masculino. Em C1 Sénior Feminino, Ana Aidos Rodrigues (Instituto para o Desenvolvimento e Estudos de Cacia) foi a mais rápida, enquanto, em C1 Júnior Masculino, César Soares (Liga Dura) alcançou o 1.º lugar. Na prova de C1 Júnior Feminino, nota para o triunfo de Inês Penetra (Grupo Cultural, Desportivo e Recreativo de Gemeses). Diogo Sousa e Silva (Grupo Cultural, Desportivo e Recreativo de Gemeses) conseguiu o melhor registo em C1 Cadete Masculino. Beatriz Fernandes (Clube Náutico Ponte de Lima) triunfou em C1 Cadete Feminino. Na paracanoagem, Floriano Jesus (Clube Infante de Montemor) alcançou o melhor registo.

O caderno de prova do Controlo Nacional de Velocidade encontra-se disponível em fpcanoagem.pt.