Montemor-o-Velho vai ser palco, no sábado, dia 18 de julho, da primeira edição do Troféu Nacional de Esperanças. Uma prova organizada pela Federação Portuguesa de Canoagem para minimizar as limitações competitivas provocadas pela pandemia de Covid-19, que obrigou a que, em 2020, o Campeonato Nacional de Esperanças fosse disputado numa única etapa ao contrário do que aconteceu nos anos anteriores.

“O Troféu Nacional de Esperanças é a forma encontrada pela Federação para, de certa forma, compensar os jovens atletas”, assume a Direção da Federação Portuguesa de Canoagem, presidida por Vítor Félix, que também lembra que, em 2020, «houve, pela primeira vez, um “filtro” para aceder ao Nacional de Esperanças”. “Os que não tiveram quota para participar no Campeonato Nacional vão ter, agora, a oportunidade de competir no Troféu Nacional”, realça.

Com 133 canoístas em representação de 14 emblemas nacionais, o Troféu Nacional de Esperanças arranca às 11h00, com a disputa da prova de K1 Iniciado, seguindo-se as competições de K1 Iniciado Feminino (11h03) e de K1 Infantil Feminino (11h30). Para as 11h33, estão agendadas as provas de K1 Menor, de K1 Menor Feminino e de C1 Cadete Feminino. O calendário competitivo inclui, ainda, as competições de K1 Infantil (12h00), de K1 Cadete (12h30), de K1 Cadete Feminino (12h33) e de C1 Cadete (12h33).

Clube Fluvial Vilacondense, Vila do Conde Kayak Clube, Clube de Canoagem de Setúbal, Sporting Clube de Aveiro, Clube Náutico de Fão, Clube Fluvial de Coimbra, Clube Náutico de Ribadouro, Associação Recreativa e Cultural de Óis da Ribeira, Clube Náutico de Ponte de Lima, Darque Kayak Clube, Associação Náutica da Torreira, Clube Náutico de Salvaterra de Magos, Kayak Clube Castores do Arade e Clube Infante de Montemor são os clubes representados no Troféu Nacional de Esperanças.

A exemplo das duas provas já disputadas (Campeonato Nacional de Maratona e Campeonato Nacional de Esperanças) em julho, no Centro de Alto Rendimento (CAR) de Montemor-o-Velho, após o retomar da atividade competitiva da Federação Portuguesa de Canoagem, também o Troféu Nacional de Esperanças se vai disputar à porta fechada, sendo apenas permitida a entrada de agentes da canoagem no CAR, de forma a cumprir todas as regras determinadas pelas autoridades de saúde.